Arquivo de Notícias

Crianças fazem plantio de mata ciliar na margem do rio Jundiaí

Crianças fazem plantio de mata ciliar na margem do rio JundiaíO plantio de 160 mudas de árvores nativas da mata ciliar do rio Jundiaí e uma oficina de educação ambiental para crianças e adolescentes do Varjão marcaram o encerramento das comemorações da Semana do rio Jundiaí, realizado pela Companhia Saneamento Jundiaí na manhã de sexta-feira.

Antes de começarem as atividades práticas as crianças participaram de um ‘bate-papo’, que contou com a presença do diretor presidente da CSJ Lesko Leslie Araújo de Araújo, a Dirigente da Diretoria de Ensino Professora Eliana Boldrin, coordenadora da Casa da Fonte Maria Cristina Castilho de Andrade e a diretora da EMEB Ivo de Bona, Tieme Goto Pupin.

Em seguida os técnicos da equipe de educação ambiental da Associação, Clayton Balduíno e Carolina Ramiro e o engenheiro florestal, Eduardo Kuranchi começaram a oficina com as 24 crianças da 3ª série do ensino fundamental da EMEB Ivo de Bona e 8 crianças e adolescentes do projeto Casa da Fonte.

Durante a explicação os técnicos explicaram a importância da Mata Ciliar para os rios e da água para todo os habitantes e seres vivos. Eles também explanaram um pouco sobre a importância de se realizar o plantio de novas árvores, principalmente nas margens do rio Jundiaí.

Após a explicação todos os presentes participaram do café-da-manhã. Enquanto as crianças repunham as energias foram surpreendidos com uma surpresa: uma apresentação do sapo Cururu. O técnico Clayton vestiu-se de sapo e fez uma encenação, cantando a famosa música “O sapo não lava o pé”.

Na adaptação da canção infantil os monitores da AMC falaram que o sapo não lava o pé por causa da grande carga poluidora que o lago se encontra. Segundo Clayton essa técnica de ensino é muito boa e atinge ótimos resultados com as crianças. “Por meio de uma brincadeira conseguimos fazer com que as crianças entendam e memorizem os problemas enfrentados pela fauna e flora, devido à interferência humana. Na letra dizemos que o sapo não lave o pé, porque a água do local onde ele mora está mais suja que ele”, comenta o técnico.

Segundo o diretor da CSJ, Lesko Leslie Araújo de Araújo a participação das crianças e de todos os presentes foi de muita valia. “Estamos sempre procurando fazer nossa parte na preservação do meio ambiente. E hoje o dia é muito especial, pois cada um de nós aqui presente está dando sua contribuição plantando uma árvore”.

A ação faz parte de um projeto amplo que a Companhia desenvolve. “É um programa de educação ambiental que vê a criança como o melhor veículo para a disseminação de mensagens. Queremos mostrar que a iniciativa privada deve e pode participar de ações positivas”, enfatizou Lesko.

A diretora da EMEB concorda com Lesko e ainda complementa. “Essa parte prática está completando a teoria. Os alunos são multiplicadores e as idéias lançadas vão incorporar em ações que podem interferir na vida dos adultos”, comentou.

Exemplo de que a iniciativa já está tomando os rumos objetivados é a pequena Monique de Siqueira Modanesi, que aos seus 9 anos já é um exemplo de consciência ecológica. A aluna contou o que aprendeu no evento e o que vai fazer para ajudar o meio ambiente. “Achei muito legal tudo o que aprendi hoje. Agora sei o quanto a poluição prejudica e que podemos fazer nossa parte para ajudar e lutar contra isso. Precisamos preservar e cuidar dos rios e não vou deixar que estraguem o meio ambiente na minha frente. Se eu ver uma outra pessoa poluindo vou conversar com ela e pedir para não fazer mais”.

Além de Monique todas as crianças participantes plantaram as mudas nos locais já pré-determinados pela Associação Mata Ciliar. Segundo o engenheiro florestal, Eduardo Kurachi foram plantadas 25 espécies diferentes, entre elas Bipirona, Guapuruvu, Aroeira, Embauba, Cedro, entre outras. “A área está degradada e deve estar reflorestada entre 6 e 8 anos”.

O plantio foi realizado no período da manhã e no período da tarde a área reflorestada, assim como grande parte da cidade foi prestigiada com a chuva, que não caia há muitos dias. O que colabora para o sadio crescimento das mudas.

Publicada em 28/09/2007



Rodovia Vereador Geraldo Dias, 1500
Vila Hortolândia - Jundiaí - SP ver no mapa
Telefone: (11) 4589-1300
Prefeitura de Jundiaí
DAE Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN