Arquivo de Notícias

Atletas do PEAMA percorrem o trajeto Jundiaí-Ubatuba de bicicleta

A superação dos limites e a demonstração de que a deficiência visual não atrapalha a determinação e força de vontade de quem opta por uma vida normal e saudável é um dos exemplos que dois alunos e cinco guias do PEAMA (Programa de Esportes e Atividade Motoras Adaptadas) mostram ao encabeçarem o Ciclo-turismo.

O programa tem como proposta percorrer um percurso de cerca de 320 quilômetros, que de Jundiaí a Ubatuba, que deve percorrer as cidades de Atibaia, Igaratá, Santa Branca, Salesópolis, Caraguatatuba.

O grupo é formado pelos atletas e deficientes visuais Adejair Francisco Cordeiro, de 44 anos e Antonio Ferreira Alves, 58 anos. Os guias que acompanham são os professores de educação física e do PEAMA, Ana Lúcia Pavão, Romilda de Moraes Roncoleta e César Munir.

César explica uma das principais características do ciclo é a liberdade de escolha. “Temos a idéia de passar pelas cidades citadas, mas sem a obrigação de fazer um percurso fixo, sem flexibilidade. A decisão de qual caminho seguiremos será baseada no ritmo, percurso, condições físicas e clima que enfrentaremos. Procuraremos rodovias alternativas, com trânsito menos intenso”.

No decorrer do trajeto os guias revezam-se para a orientação e acompanhamento dos atletas. “O outro guia fica com o carro, que servirá de apoio para transporte de material e equipamento”, explica César.

Para o atleta Antonio Ferreira da Silva nem os 320 quilômetros, nem os quase 9 de subida em serra que terão que enfrentar são encarados como problemas ou empecilho. “Para mim é uma realização pessoal, adquiri a deficiência há 15 anos, mas com a perda visual eu busquei alternativas para suprir essa falta. Gosto de praticar esportes e também é uma maneira de mostrar para os jovens que é preciso valorizar a vida e que atividade esportiva faz muito bem. O ciclo para mim será um passeio, claro que com mais esforço físico, mas já estamos nos preparando há um ano”.

César Munir fala que esse tipo de atividade também é uma realização para os guias. “É maravilhoso ver o progresso dos participantes. A deficiência do Adejair foi causada pela meningite, ele chegou no PEAMA apoiado na mãe e esposa e hoje está indo para Ubatuba de bicicleta. É mais uma prova de que os preconceitos estão sendo minimizados e que todos são perfeitamente capazes quando existe apoio e força de vontade. Isso mostra que a exclusão está cada vez mais fraca”.

O treino da equipe é feito diariamente, duas vezes por semana com a bicicleta em trajetos até Itatiba, Campo Limpo, Várzea e nos outros dias com corrida e natação.

Serão percorridos em média 80 quilômetros diários. Para agüentar tanto esforço o organismo dos participantes já está sendo preparado com alimentação balanceada há algum tempo. “Durante o percurso serão ingeridos alimentos para repor as energias consumidas, além disso, teremos a suplementação alimentar para hidratação e reposição de calorias fornecidas pelo nosso patrocinador, a loja Sheep”, explica César.

A saída do grupo está prevista para as 9 horas do próximo sábado, 15, do Bolão, Ginásio Nicollino de Lucca e a previsão de chegada em Ubatuba é para quinta ou sexta-feira (20 ou 21). “Não temos a data exata porque precisamos contar com pequenos imprevistos, possíveis complicações mecânicas, tempo ruim e sempre levar em consideração a condição física de toda a equipe”. Após a chegada dos atletas em Ubatuba eles retornam de carro para Jundiaí.

Publicada em 14/09/2007



Rodovia Vereador Geraldo Dias, 1500
Vila Hortolândia - Jundiaí - SP ver no mapa
Telefone: (11) 4589-1300
Prefeitura de Jundiaí
DAE Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN