Arquivo de Notícias

DAE apresenta investimentos com redes de água e esgoto na cidade

DAE apresenta investimentos com redes de água e esgoto na cidadeEm coletiva na última sexta-feira, dia 2 de março, o prefeito Ary Fossen, o diretor presidente da DAE, Eduardo Palhares e, o diretor superintendente da DAE, Eduardo Pereira, apresentaram os investimentos com as obras de redes de água e esgoto na cidade nos últimos anos.

A cidade conta hoje com 749.616,94 metros de redes de esgoto e 1.410.900,37 metros de redes de água. De 2001 a 2005, a média de execução de redes de água foi de 28 mil metros/ano. Com investimentos e novas diretrizes, a DAE executou em 2006, cerca de 73 mil metros, totalizando um investimento de R$ 2.324.801,40, avançando em várias regiões. A média de execução de redes de esgoto dos últimos anos foi de 21 mil metros/ano. Novamente, em 2006, a DAE entregou mais de 44 mil metros de redes de esgoto, com investimento total de R$ 2.193.983,91, reforçando e melhorando abastecimento em toda cidade.
Nos últimos dois anos foram executadas obras de remanejamento das redes de água, totalizando mais de 12 mil metros de tubulações de ferro que foram trocadas por PVC. Além disso, foram implantados na cidade mais de 41 mil metros de redes de água nos bairros como Marajoara, Ivoturucaia, Medeiros, Bianchini I, Recanto da Prata, entre outros.
Para o prefeito Ary Fossen, Jundiaí tem a melhor estrutura de saneamento do Estado. “Jundiaí é uma das cidades com melhor estrutura no sistema de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto do Estado de São Paulo. Com relação ao esgoto, a cidade coleta 97% e trata 100% dessa carga, reciclando 200 toneladas por dia de lodo de esgoto, que é usada no sistema ecologicamente correto”, disse o prefeito.
Segundo Palhares, são aproximadamente 130 mil ligações de água na cidade. “O município tem hoje, 129.258 ligações, sendo 100% da área rural atendida com distribuição de água, coleta, tratamento e afastamento de esgoto e, 98% da área rural”, comentou o presidente da DAE, enfatizando que a expectativa é atingir 100% na área rural.
Outro ponto comentado foi o valor da tarifa de Jundiaí. “A tarifa teve aumento em novembro de 2006, sendo que a nova tarifa é de R$ 18,82 para consumo mínimo residencial de 10m3/mês, significando um aumento percentual de 15,29% em relação ao valor anterior de R$16,32 nas contas dos usuários, mesmo assim o valor da tarifa é ainda menor do que em algumas cidades da região, como Campo Limpo Paulista, Itupeva, Várzea Paulista e Campinas”, enfatizou o superintendente da DAE, Eduardo Pereira.

Outros investimentos discutidos

A Estação de Tratamento do Eloy Chaves foi reformada e aumentou em 50% a capacidade de distribuição. A Estação de Tratamento do Anhangabaú também passou por modernização. Em 2005, a região do Medeiros ganhou a adutora de 300 milímetros e 3,5 quilômetros de extensão. A DAE também realizou obras para aumento de oferta de água: Complexo de Estação Elevatória do Jundiaí Mirim, Casa de bombas do Jundiaí Mirim, Casa de Bombas Vila Marlene/CECAP, Comportas da Represa de Captação, Reforço Abastecimento no Vetor Norte.

Microestações de tratamento de esgoto

Serão construídas quatro microestações na Bacia do Capivari, que atenderão as regiões: Rio Acima, São José, Bairro dos Fernandes e Traviú, que atualmente não têm o esgoto coletado e tratado.

Duplicação da Represa de Acumulação
A represa de acumulação ocupa área de 1,4 milhão de metros cúbicos e o volume de 5,5 bilhões de litros de água bruta. Com a duplicação a represa passará para volume de 12 bilhões de litros. Para a execução da obra serão investidos R$ 15 milhões, incluindo as desapropriações, que já estão sendo realizados.

Ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto
Conforme previsto em concessão, em 2007 iniciam-se as obras para a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto de Jundiaí.

Nova Frota
Com o intuito de garantir mais qualidade na prestação de serviços, segurança para os funcionários e economia na manutenção, a DAE fez a troca de toda a sua frota. Foram adquiridos 23 veículos leves e 17 pesados (caminhões, retroescavadeira).

Perdas físicas, financeiras e troca de hidrômetros
2007 será o ano do combate às perdas na DAE. Com previsão para troca de 10 mil hidrômetros a DAE ainda vai fazer o recadastramento dos usuários, aquisição de novos equipamentos, reestruturação dos procedimentos internos e investimento em treinamento de funcionários.

Plano Diretor
Pensando no futuro, a DAE contratou uma empresa para realizar os estudos do novo plano diretor, para a garantia de água para Jundiaí nos próximos 30 anos e preservação dos recursos hídricos.

Novo padrão DAE de ligação de água
Garantindo mais segurança e precisão, o “NOVO PADRÃO DAE” consiste em: caixa protetora padrão, dois registros, hidrômetro padrão lacrado e frontal, que facilita a leitura mensal.

Publicada em 02/03/2007



Rodovia Vereador Geraldo Dias, 1500
Vila Hortolândia - Jundiaí - SP ver no mapa
Telefone: (11) 4589-1300
Prefeitura de Jundiaí
DAE Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN