Arquivo de Notícias

Nova frota da DAE é entregue

Nova frota da DAE é entregueA diretoria da DAE entregou a nova frota de veículos na manhã de quarta-feira e aproveitou a oportunidade para também falar um pouco mais sobre sua participação no desfile de 7 de setembro, do qual volta a participar após 30 anos.

O prefeito Ary Fossen esteve presente na solenidade e foi recebido pelo presidente diretor da DAE Eduardo Santos Palhares e pelos diretores. Ary falou sobre a importância em substituir a frota antiga pela nova. “Lembro-me que na minha campanha, em 2004, o funcionário Pelé me pediu que os automóveis da DAE fossem trocados. É muito importante a troca para os equipamentos mais novos, com isso aumenta a produtividade do trabalhador e conseqüentemente a prestação de serviços aos usuários”, comentou.
O presidente da DAE Eduardo Palhares falou sobre as dificuldades que muitos funcionários encontravam em chegar a alguns lugares, devido à vida útil dos automóveis. Ele também anunciou que agora os motoristas terão à disposição rádios para poderem ficar informados e também ouvir música durante os trajetos. “Espero sucesso para essa nova frota e utilizem bem são equipamentos belíssimos que merecem todo nosso carinho e trabalho para que continuem em ordem”, salientou.
Ainda participaram o superintendente da DAE Eduardo Pereira, o Diretor de Obras Antônio Araújo, Diretor de Operação Milton Takeo e Diretor Financeiro Edelton Suave, a presidente da Câmara Municipal Ana Tonelli, o vereador Julião e Tico.
Cinco dos motoristas mais antigos da DAE receberam as chaves das autoridades e representaram toda a equipe.
· Wilson Fonseca recebeu as chaves de Milton Takeo.
· Germano de Fábrio recebeu as chaves de Eduardo Pereira.
· Dorival Manoel Rodrigues recebeu as chaves de Eduardo Palhares
· Wlademir Padilha recebeu as chaves da Ana Tonelli
· Antonio Florentino de Sá recebeu as chaves do prefeito Ary Fossen

História dos motoristas homenageados

Saveiro – Wilson Fonseca, 28 anos de DAE.
“Entrei como motorista e hoje estou como encarregado. Posso dizer que fiz minha vida aqui dentro da DAE. Quando entrei era solteiro, hoje sou casado e já tenho filho na faculdade”.

Gol – Germano de Fábio – (conhecido como Chaparral) – 29 anos de DAE.
“São anos de batalha, mas que vale muito a pena”

Caminhão – Dorival Manoel Rodrigues, 30 anos de DAE.
“Gosto muito de trabalhar aqui”

Kombi – Wlademir Padilha, 19 anos de DAE.
“Posso dizer que tenho sorte de trabalhar aqui, gosto demais”.

Retroescavadeira – Antonio Florentino de Sá , 19 anos de DAE.
“Gosto daqui, posso dizer que faço parte de muitas obras importantes da DAE. Participei da construção da adutora do Atibaia e do Tulipas, sou muito feliz por isso”.

Após a entrega das chaves o prefeito Ary Fossen aproveitou a oportunidade e pousou para as fotos na retroescavadeira.

DAE 106 anos de história
Uma empresa orgulho da cidade, exemplo de eficiência em tratamento de água e esgoto, que há 106 anos faz do saneamento público de Jundiaí um modelo bem sucedido em todo País.

Localizada na Rodovia Vereador Geraldo Dias, número 1.500, a DAE tem 450 funcionários e sua missão principal é proteger e fiscalizar a Bacia do Rio Jundiaí-Mirim. O atual presidente da DAE é Eduardo Santos Palhares, o superintendente Eduardo Pereira e corpo de diretores formado por Milton Takeo, Antonio Araújo, Fábio Nadal e Edelton Suave.

A última vez que a DAE participou do Desfile de 7 de Setembro foi em 1974, como unidade, junto com a Prefeitura de Jundiaí. Neste ano, após entrar em uma fase de investimentos, a presidência decidiu que já era hora de trazer a DAE de volta as comemorações do Sete de Setembro.

A DAE é exclusiva de Jundiaí, responsável por todo sistema de saneamento da cidade: captação, tratamento e distribuição de água, coleta, tratamento e reciclagem de lodo de esgoto.

No tratamento de água, a DAE é destaque nacional. Foi considerada, neste ano, a 30ª empresa de saneamento do Brasil e a 7ª em investimentos entre as prestadoras de serviços municipais.

Graças aos investimentos feitos nos últimos anos, a cidade tem hoje uma reservação de 5,5 bilhões de litros de água bruta, 4,5 quilômetros de adutoras e capacidade de bombeamento de 2 mil litros por segundo. A DAE opera com 48 milhões de litros de água tratada por dia, 36 reservatórios, 27 casas de bombas e 1.473 km de redes de água. Tudo isso para que 100% da população urbana seja atendida com água tratada.

TRATAMENTO DE ESGOTO

No tratamento de esgoto Jundiaí é referência nacional. São 705 quilômetros de redes de esgoto e 50 quilômetros de emissários e interceptores. A nossa Estação de Tratamento de Esgoto, localizada no bairro Novo Horizonte, é a maior do interior do Estado. Jundiaí coleta 97% de todo o esgoto da cidade, trata 100% dessa carga e recicla 200 toneladas por dia de lodo de esgoto usando um sistema ecologicamente correto.

Na despoluição do Rio Jundiaí – Projeto CERJU – a cidade cumpriu sua parte: hoje não lançamos mais esgoto no Rio Jundiaí e ainda removemos 95% da carga poluidora que entra na cidade.

ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS

A DAE atende mais de 7 mil usuários por mês, mantém um plantão 24horas e suas equipes de plantão trabalham nos finais de semana, feriados, datas comemorativas e situações emergenciais, dando suporte também nos casos de calamidade pública junto a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.

CAMPANHA PERMANENTE DE USO RACIONAL

Para evitar o desperdício, chamar a atenção para a proteção dos mananciais e orientar a população para o uso racional da água, a DAE investe nos Programas Educativos Ciclo das Águas, Água Viva e No Colo da Serra, além de Campanhas Permanentes de conscientização em parceria com escolas e grupos organizados.

PARQUE DA CIDADE

Todas as ações da DAE são em parceria com a Prefeitura Municipal. Dessa união nasceu também a feliz iniciativa do Parque da Cidade, uma das mais belas e bem planejadas áreas de lazer e de preservação ambiental de todo Estado. A beleza do Parque da Cidade é um dos principais símbolos de sucesso e orgulho da população.

INVESTIMENTOS
Frota

Foram adquiridos:
Frota Leve
2 Gol 1.0 – Valor unitário R$ 25.225,43
3 Gol 1.6 – Valor unitário R$ 35.209,64
3 Saveiros 1.6– Valor unitário R$ 28.617,64
14 Kombi – Valor unitário R$ 36.430,62
1 Santana – Valor unitário R$ 46.393,43

Frota pesada
1 retroescavadeira – Valor R$ 199.500,00
1 Sprinter – R$ 75.300,00
9 Caminhões Mercedez Benz modelo 710 – Valor unitário R$ 90.170,00
4 Caminhões Mercedez Bens modelo 1518 – Valor unitário R$ 140.950,00
2 Caminhões Mercedez Benz modelo 1718 – Valor unitário R$ 151.330,00

A frota antiga de veículos leves foi entregue como parte de pagamento da frota leve, no valor de R$ 220.000,00. Já a frota pesada antiga será leiloada.
Com a nova frota haverá uma redução de custo de manutenção de R$ 170.000,00 por ano.

Valor total da frota leve: R$ 798.354,81
Valor abatido da frota leve: R$ 220.000,00
Valor total da frota pesada: R$ 1.753,290
Retroescavadeira: R$ 199.500,00
Frota pesada antiga irá para leilão

Histórias da frota
Dois carros marcaram a antiga frota da DAE:

Gol (carro nº 04) é de 1983. Nesses mais de 20 anos de DAE o carro já serviu praticamente todos os departamentos da empresa. Por ser o carro mais antigo de toda a frota, esse Gol esteve presente nas principais obras de melhoria da água e do esgoto para Jundiaí. Apesar de fazer parte da história da DAE, o gol também vai embora juntamente com o resto da frota.

Fusca (carro nº 30), é de 1995. Apesar de ser mais novo, o fusca também tem sua história. O único fusca de toda a frota serviu mais os departamentos de engenharia e manutenção, no qual ficou até a troca dos automóveis. Por ter a fama de ser um carro ‘mais forte’, o fusca da DAE já agüentou muitos ‘trancos e barrancos’.

Microestações de tratamento de esgoto
Construção de quatro microestações de tratamento de esgoto na Bacia do Capivari para atender as regiões do Rio Acima, São José, Bairro dos Fernanes e Traviú, que atualmente não têm o esgoto coletado e tratado.
Nessa região, a maior parte do esgoto é jogado em fossas por ser área de manancial da Bacia do Rio Capivari. E apesar de Jundiaí não captar água desse rio, a cidade precisa cumprir sua parte fazendo o tratamento de esgoto para preservar os mananciais usados por outras cidades.
O projeto ainda precisa ser aprovado pela Cetesb e o investimento será de R$ 2 milhões.
Após construídas, as microestações irão tratar o esgoto de aproximadamente 10 mil habitantes.

Duplicação da represa de acumulação
Atualmente, a represa de acumulação ocupa área de 1,4 milhões de m2 e o volume de 5,5 bilhões de litros de água bruta. Fora do período de estiagem a capacidade de armazenamento chega a 6 bilhões de litros.
Pensando no futuro e evitando problemas nas épocas de estiagem, a DAE vai duplicar o tamanho da represa.
A obra deverá custar R$ 15 milhões, incluindo as desapropriações.
Com previsão para terminar em até dois anos, essa obra visa garantir água para a população jundiaiense nos próximos 30, 40 anos.
Graças aos investimentos realizados nos últimos anos, Jundiaí não sofre racionamentos de água, como infelizmente ocorre em cidades vizinhas. Em 2002 e 2003, uma das piores estiagens dos últimos anos, a cidade passou com tranqüilidade sem sofrer racionamento de água.

Plano Diretor
A DAE contratou uma empresa para fazer estudos para o novo Plano Diretor.

Publicada em 06/09/2006



Rodovia Vereador Geraldo Dias, 1500
Vila Hortolândia - Jundiaí - SP ver no mapa
Telefone: (11) 4589-1300
Prefeitura de Jundiaí
DAE Jundiaí | Desenvolvido por CIJUN